WORK HARD AND PLAY HARD

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

UM BAIANO EM PENHA!

No último fds, fomos para Penha, o Glau fez o Iron 70.3.
A viagem, sob todos os aspectos, foi muito legal!

Será que a touca vai servir...

Sexta – Pré Prova
Eu estava super ansiosa, porque tínhamos uma “agenda” com tarefas a cumprir e coisas para arrumar.
Pegamos um vôo de madrugada e chegamos lá por volta das 8hs.
Alugamos um carro e fomos para Itajaí, procurar a Demarchi Biciclette, onde montaríamos a bike. Antes, paradinha na estrada para tomar o 2º café da manhã. Buffet “pague e coma a vontade”. Pelo tanto que comemos, a dona deve ter pensado: “se pararem mais uns 2 casais deste, terei que fechar as portas”.
Chegamos à loja de bike e fomos super bem recebidos. Montamos a magrela do baiano (tarefa nº 1 cumprida), batemos um papo sobre a família Demarchi (nome do bairro onde moro, em SBC/SP) e fomos para Penha. Chegamos ao hotel Vila Olaria e nos instalamos muito bem (tarefa nº 2 – se acomodar sem perrengues – cumprida).

Na próxima, vamos ficar no hotel Baiano, claro!!!

Fomos almoçar de frente para o mar, peixinho grelhado e muito carbo.
Vale lembrar que a pessoa que vos escreve, mesmo não competindo, cumpriu a risca a SUPER ALIMENTAÇÃO de Ironman, com direito a... tudo que se tem direito, em porções, ãããhhh... grandes.
Fomos buscar o kit. Novamente, fomos bem atendidos pelo staff, que tirou as últimas dúvidas sobre a logística da prova.
Levamos a bike para a transição e voltamos para o hotel (tarefa nº 3 cumprida). É estranho ter que deixar a bike na transição 1 dia antes, dá um medo.

Um dia antes de largar, separe-se da sua bike!
Tiramos um cochilo antes do grande momento: o jantar. Confesso que eu estava apreensiva, será que conseguiríamos comer massa, cozinhar as batatas para a prova, mas deu tudo certo. A organização deve ter passado um briefing para o cozinheiro do hotel: o prato de macarrão serve 1 triatleta (ou seja, serve 3 pessoas normais). Eu que estava indo tão bem no programa “Coma como um Ironman”, nesta hora, “dei para trás” e comi metade do prato apenas.

Prato feito!
O pessoal do hotel tb cozinhou as batatas que o Glau levou para prova (tarefa nº 4 – alimentação – cumprida).
Recebemos uma mensagem do Emo (nosso amigo emotivo) dizendo que estava indo de ônibus para Penha, e chegaria sábado de manhã.
Antes de pegar no sono, eu e o Glau divagamos um pouco sobre como acomodá-lo, já que tínhamos uma cama a mais no quarto e ele ficaria só para a prova.

Sábado – Prova
Tomamos café e fomos para a rodoviária de Piçarras (cidade vizinha – a 7 km) buscar o Emo. Nem reparamos na mala enorme que ele carregava.
De lá, fomos direto para a prova. Staffs contentes (já é um ótimo sinal), tudo organizado, uma beleza.
Glau e Emo, antes da largada!
O Glau tranquilão, porque ele não fica nervoso nas provas. Eu quase morrendo de angústia (assistir alguém é pior do que fazer).

Who let the dog´s out...hu, hu, hu, hu-hu
Largaram. Eu e o Emo saímos correndo para pegar um bom lugar e ver o povo indo para a transição.
O Glau fez uma boa natação, no tempo previsto.
Acompanhamos a bike e a corrida no meio da prova, os atletas faziam um percurso “vai e vem” (tipo Portuária), então, víamos o Glau 4 vezes em cada volta. Muito bom, deu pra torcer bastante. Acompanhar a bike foi legal, só que a corrida foi demais. Nossa, quanta coisa vimos ali. E o Ezequiel Morales correndo, o que é aquilo? Muito forte, não consegui nem filmar de tão rápido – hahahahaha – a corrida dele foi linda.
O Emo ficava incentivando todo mundo que ele conhecia (de vista – hehehehehe). “Vai Vanessa”, “Vai Santiago”, “Vai Fulano”. Ai, passa o Mansur e o Emo manda um “Vai Mansur”... o cara responde com o baita grito, estilo guerreiro Orc, “rrrrrrrrraaaaahhhhhhh”. Stile total, adorei!!!! Nota 10!!! Para o macaquinho dele tb, com uma caveira má estampada. Vou mandar fazer um deste para mim.
Caveira!!!!!!
Mas quanto sofrimento eu vi ali, gente!!!! Eu quero fazer Pirassununga, por isso olhei no fundo dos olhos de cada menina ali e pensei... acho que vou fazer mesmo, já devia ter feito, devia ter treinado para esta prova – rsrsrsrs! Mas tb me dei conta de que vou ter que treinar muito...
O Emo tb decidiu fazer Pirassununga!

Se eu sair daqui eu vou mudar....
Mas vamos para a prova do Glau, afinal, só estávamos lá porque ele resolveu entrar nesta.
Muitas coisas têm que dar certo para se fazer uma prova ÓTIMA de meio IM. Ele precisava fazer uma prova EXCELENTE, pois queria ir para Clearwater.
2 anos de triathlon, este foi o 2º meio IM. Várias pessoas concorrendo, querendo ir também. Um objetivo bem audacioso.
Isto demonstra sua coragem, enquanto muitos ficariam tímidos, teriam vontade, mas não iriam tentar.
Ele tentou e não conseguiu, fez transições demoradas, quebrou na corrida. Falou que sofreu nesta parte. Quando isto acontece, costumamos entoar algum mantra, para distrair o corpo, entrar em uma espécie de “estado de meditação”. Ele disse que ficava cantando aquele rap “se seu sair daqui eu vou mudar”, que foi nosso lema do domingo.
Pouco tempo depois da prova, já estava bolando o que iria fazer para tentar de novo no ano que vem!

Mas nossa saga em Penha estava apenas pela metade....
Acabou a prova, já eram umas 15hs da tarde, eu já tinha gasto TUDO que comi, estava com uma PTZA fome.
Fomos para o hotel e falamos para o Emo ficar com a gente. Perguntamos quando ele voltaria. Ele disse QUARTA DE NOITE, PRA CHEGAR NA QUINTA. A gente: “Como assim??? Vai ficar fazendo o que aqui??? E o trabalho??? As responsabilidades do mundo coxinha???”. Ele disse que precisava descansar. Ok então.
Almoçamos como bons esfomeados que somos e fomos procurar hotel para o Emo. Achamos!

Casa do Norman e sua mamãe
Depois não me lembro, acho que fomos comer de novo.

Não que isto tenha a ver com alguma coisa, mas comemos na pastelaria cujos pastéis eram pedidos por combinações de letras esdrúxulas. Tipo XYZ era de “Palmito, catupiry e ervilha”; WFK era “Carne, queijo e tomate”. Perguntamos o motivo para o garçom, ele disse que no início, eram apenas 4 sabores (Carne, Queijo, etc). Depois, vieram as inovações e o dono era quem dava os nomes. Pronto! Tá explicado o inexplicável.

Mas voltando ao que interessa. Toda esta tarde/noite foi regada a muitas conversas sobre a prova, a performance do Glau, e as observações do Emo e minhas. Rendeu assunto.

Aí o Glau resolveu nos levar de carro pelo percurso da prova, para explicar BEM a altimetria, como ele se sentiu em cada pedacinho, etc...
Foi muito bom, porque eu e o Emo conseguimos ajustar os minutos e segundos da nossa previsão para o ano que vem (vamos fazer tb).

Não acabou. Ainda tem o domingoooooo – hahahahaha.

Domingo – Pós Prova

Nosso vôo estava marcado para as 18h30´, tínhamos muito tempo para saracutiar.
Acordamos tarde, tomamos café, fomos buscar o Emo e seguimos para o “Beeee-to Ca-rreiro”. Eu amooooo parque de diversões, estava empolgadíssima, mas meus companheiros não.
Tentei argumentar com o Glau, para pegarmos a fila da montanha russa e do elevador, disse que não estava grande (mentira), que só íamos naqueles brinquedos (mentira), que ele não ia passar mal (mentira).... tudo em vão, ele não cedeu! Será que ele percebeu que eu estava mentindo?????
Para me consolar, fomos num elevador pequenininho, que despencava de 100 mts de altura. Coisa de bebê.
Ficamos lá, almoçamos e vimos um show, fomos no teleférico (bebê), no zoológico (bebê) e tomamos sorvete. Bebês.
E ok, eu entendo o cansaço e o bode. Se eu tivesse feito a prova, provavelmente nem estaria lá. Também não deixaria o Glau sequer argumentar sobre qualquer coisa. Quem pode, pode!!!!
Foi agradável, ficamos lá e conseguimos conversar sobre outras coisas que não a prova. Olha como somos interessantes!!!

A montanha russa que eu não fui
Deixamos o Emo no seu retiro espiritual, voamos para casa e fim!!!!!!
Hahahahahaha
Cansei de escrever ;-)

Alguns vídeos, que não consegui colocar na ordem!!!
Reparem na psicologia emo: "Você não está cansado, você acha que está cansado mas não está!!!!".
video

video

video
video video

Um comentário:

  1. Oi Carol
    Sempre me divirto com seus relatos. Este, de acompanhante, está ótimo! Nos encontraremos em Pira, então? bjs

    ResponderExcluir