WORK HARD AND PLAY HARD

quarta-feira, 1 de maio de 2013

9 MESES: PREPARAÇÃO PARA PRÓXIMA PROVA!

Início de texto com o principal chavão deste blog (e de tantos outros): estou sumida, são muitos compromissos e pouco tempo para escrever.  É... acho que estava com pouco tempo para escrever. Pouca vontade também.

Segundo chavão: todo mundo é feliz no mundo virtual, mas eu, durante este período, não estava assim, como dizer, tão feliz. Parecer feliz para os outros, definitivamente, não me preocupa. Talvez eu estivesse muito vulnerável, sem saber por onde começar, como escrever tantas dúvidas e preocupações no blog. Introspectiva também.

Passei o 2º semestre de 2012 com treinos soltos, sem planilha e sem provas, o que já  não rende tantos posts, principalmente em um blog cujo tema central é o triathlon. Estava em fase de pré-projeto.

Terminei o ano já com o “GO”, o tiro de canhão para o meu maior projeto: meu primeiro filho.

 
 
Eh... este é meu novo desafio, minha nova prova, meu novo projeto.
Eram férias de final de ano e eu e o Glaucus resolvemos  fugir de tudo e de todos,  passar as festas sem festas, “isolados” no interior.  Estávamos cansados, depois de um ano de muito trabalho e muitos conflitos, queríamos recarregar as energias, parar mesmo, ter um tempo só para nós, transar bastante (segura a sacanagem aí gente – era para procriação!!!!).
 
Na mala de viagem, roupas, bike, cachorro, ração de cachorro e alguns apetrechos triatléticos. Claro, a nossa rotina de “descarrego” incluía treinar.
Junto levei também um teste de gravidez, que decidi usar no dia de Natal, logo que acordei. Minha menstruação estava atrasada, mas estava segurando a onda (quem tentou ou está tentando engravidar sabe como é).
Positivo, eeeeba! Beijos, beijos, beijos, felicidades e emoção!
E também fim de treinos de final de ano (a bike só foi passear de carro, não rodou 1 diazinho).
Fim de treinos até Março.
Sim, foi exatamente o que pensei, não vou ser hipócrita. Estava mentalmente preparada para este tempo off, mas senti aquele “ai” no meu coração. A eterna batalha mente e coração. Eu quero tudo, bebê, marido, triathlon, trabalho, família, estudo. Mas quando não dá para ter tudo, o jeito é acalmar o coração, e ir mais pela razão.  
Estou quase no sexto mês e, até então, está sendo uma montanha russa, cheia de emoções, altos e baixos, tristezas e alegrias.
Muito enjôo; um amor indescritível no 1º ultrasom morfológico; a falta de chão depois de um sangramento e a constatação de um descolamento; repouso absoluto; volta ao trabalho em slow motion; novos ultrasons mostrando melhora do problema; descoberta do sexo do bebê (menino!!!! Miguel!!!); estudo (voltei a estudar); médica que fará mestrado na época do parto; busca por outro médico; encontrar outro médico; hipotiroidismo... enfim, muitas coisas!
A verdade é que mundo não vai parar durante minha gravidez. As coisas continuam acontecendo, boas e más.  Durante o repouso médico solicitado, não pude ser poupada dos problemas e “apurrinhamentos” da vida. Simples assim!
Ficar calma, tranqüila, é um exercício que deve ser feito com dedicação, mas é ilusão achar que o mundo vai ficar cor de rosa porque você está esperando um filho. Não vai. Das duas, uma. Ou as pessoas vão esconder as coisas de você, e será igual sua festa de casamento: depois de meses vc ouvirá um monte de histórias que não viu, como se a festa não fosse a sua e vc não estivesse estado lá. Ou você tem que arrumar uma maneira melhor de lidar com tudo, contar até 10, dizer “isto não me pertence”,  fechar os olhinhos e abraçar o Buda (meu entendimento de ficar zen é este, bem simplinho, desculpem pela falta de espiritualidade!!!!).
Durante esta pausa eu passei por vales negros em minha mente, mas saí mais forte, e com a certeza de que quero ter meu filho, já o amo muito e não quero “envenená-lo” durante a gestação, nem com emoções, nem com ações.
Quem gosta de Senhor dos Anéis, entrei maga cinza, sai maga branca.  
E sabe Deus o que mais me espera até o final.
Na minha fantasia, a essa altura, o blog estaria repleto de histórias de treinos e gravidez, mas os treinos... ah, treino não vai... as ATIVIDADES FÍSICAS (é difícil viu....!!) ainda estavam proicbídas até semana passada.  Agora estou liberada para esportes aquáticos (natação e hidro), e será só isto até o final.
Vai ser muito engraçado arrumar a mala para fazer hidro, mas confesso que não vejo a hora!
 
 
PS: texto dedicado ao Ticano, que passou as férias conosco andando no mato e comendo manga do chão. Já estava doentinho e morreu em Janeiro. Ticano, vc foi um cachorro maravilhoso, temos certeza que vc  está em um lugar melhor, correndo muito e sem dor!


Um comentário:

  1. Oi Carol! Parabéns pelo bebê!!
    Nascerá mais um Triathleta! :)
    Bjo!!

    ResponderExcluir