WORK HARD AND PLAY HARD

quarta-feira, 26 de maio de 2010

BOA SORTE!!!!

Largada Iron 2001 - Fernanda Paradizo

Quando começei a fazer triathlon, confesso que "não ligava" para o Ironman.
Não que eu desdenhava do evento, nem de perto era isso. Conhecia pessoas que faziam e sempre os admirei.
Mas sei lá, não entendia muito bem (e com certeza ainda não entendo, porque nunca fiz).
Um episódio engraçado, que me marcou muito, foi a primeira vez que comprei a TriSport, e era uma edição pós-iron. Nossa, eu achei uma chatice. Isso há 2 anos.
No ano passado, isso mudou um pouco, eu até cogitei ir assistir a prova, não fui por grana, mas jurei que este ano eu iria.
Li a edição especial da TriSport 2009 e achei o máximo - rs!
Ao longo de 2009/2010 fui naturalmente tendo mais de contato e conhecendo mais as histórias dos Iron´s (pessoas). A admiração foi crescendo.
Não será este ano, não estarei lá neste domingo, nem para assistir. Mas de certa forma, esta semana está diferente, tem alguma coisa no ar. Parece que está rolando uma puta energia. É a adrenalina, a ansiedade dos meus colegas triatletas, 99% que eu nem sequer conheço, mas acho que é um sentimento muito grande, e de alguma forma eu posso sentir também.
Acho que domingo, os triatletas do Brasil se dividirão: os que irão fazer o Ironman, e os que vão torcer, pensar, assistir ou pelo menos lembrar do Iron. Ou seja, todos estarão lá!
Não é muito louco?
A todos, boa sorte!

PS 1: estou torcendo MUUUUUITO pelo Colucci, estou quase fazendo uma camiseta tipo time de futebol.

PS 2: a foto LINDA deste post é da Fernanda Paradizo, abaixo, link para seu blog. (http://www.webrun.com.br/comunidade/blog/home/id/5/idPost/1393/t/frente+para+nascerdosol)

terça-feira, 25 de maio de 2010

FELIZ ANIVERSÁRIO MATHEUS

Matheus,
Quando você nasceu, seu pé parecia um pãozinho, uma batata. Eu e seu tio logo o apelidamos de Batatinha.
O tempo passa rápido demais, o Batatinha já virou Batata, e o destino já aponta para o surgimento de um menino esguio, de pernas fortes.
Repito, o tempo passa rápido demais, e um dia você vai entender isto.
Seu tio e eu não conseguirmos passar o tempo que gostaríamos com você, mas garantimos, o tempo que estamos juntos são muito divertidos e proveitosos.
O batizado, as festas da escolinha, os finais de tarde de domingo jogando playstation (neste, aprendemos muito com você: “como joga Matheus?” – “vai apertando os botões aí tio”), as conversas no telefone. Tudo isto nos faz lembrar de você quando não estamos juntos.
Ah, e os aniversários! Estes são episódios à parte!
Seus padrinhos aqui, na melhor intenção de agradar, tumultuam tudo. Nos últimos 3 anos, já chegamos atrasados com o bolo, inventamos um show de pirotecnia com velas no parabéns (que deu errado, claro). Mas sempre contamos com um grand finale: a maior choradeira da sua parte. Pedimos desculpas desde já pelos traumas. Saiba que estes fazem parte da vida de todos nós (e os de infância são os piores – rs!).
Hoje é seu 4º aniversário, e eu gostaria de te desejar toda a felicidade do mundo.
Que os próximos 4 anos da sua vida sejam felizes como os 4 primeiros.
Que eles sejam repletos de descobertas, brincadeiras, alegria, aprendizado e formação.
Que assim seja por toda a sua vida, até você completar 100 anos.
Neste de 100 anos, nós não estaremos no “Parabéns”, mas estaremos no seu coração, e você no nosso.
Hoje à noite, na sua festinha, vamos procurar nos comportar!
Feliz aniversário!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

VAMOS CORRER O DESAFIO DO MUNDO?

Nesta semana “adquiri”, sorrateira, da discoteca de meu pai, o cd “Supermercados da Vida” do Barão Vermelho. Lançado em 1992, é um dos melhores discos de rock nacional, na minha humilde opinião.

Já comentei mil no post anterior, estou sem voz. Não tem jeito, no trabalho, parece que quanto menos eu posso falar, mais eu tenho que falar: reuniões, reuniões e reuniões. Ok, estou conseguindo me virar. Mais difícil do que “forçar para falar” está sendo NÃO PODER CANTAR.... puxa vida, está difícil mesmo!

O que isso tem a ver com o Supermercado? Bom, eu estou ouvindo – apenas ouvindo, sem poder cantar – este CD há uma semana.
Rock clássico, com muito blues, ok ok, excelente. E por conta da minha condição, pude prestar mais atenção nas letras! TODAS as letras do disco são D+!!!!! A começar pelo título deste post, que tirei do disco.

No trânsito da Bandeirantes, escolhi frases que mais gosto!

"Fúria e Folia": Viver é fúria e folia rumo ao mágico

"Odeio-te, Meu Amor" : Me dê a mão, vamos ficar a sós, um beijo bem molhado, vamos cuidar de nós. Freud é tão simples. Odeio-te meu amor.

"Pedra, Flor e Espinho": Não me diga, não me diga o que fazer. Não me fale, não me fale de você. Mas se você quiser, eu bebo seu vinho.

"Flores do Mal" : A mesma mão que acaricia, fere e sai furtiva, faz do amor uma história triste.

"Azul, Azulão" : Na minha cabana, tudo é liberdade e amor. Exercícios todo dia à beira mar. Peixes, frutas à vontade, o sol todo dia vem.

"Fogo de Palha”: Parece que não é de carne e osso, cumpre bem as regras do bom gosto. Aposto tudo no rei de espadas, o que ela diz, não diz nada.

"Fios Elétricos": Ruas, poesia suja, um beijo no asfalto, neon vomitando marcas, cruzes, cruzamento, encruzilhada.

"Supermercados da Vida" : Nos supermercados da vida se conhece o homem e seus preços, baratos ou caros, eles vendem suas almas.

"Sombras no Escuro": É o inesperado para tudo, vôo cego para morrer, é o filho no útero com vontade de nascer, é o homem de 30 que não quer crescer.

"Cidade Fria": Eu to sozinho aqui de novo, e a tristeza mora em mim. Eu nunca vou esquecer das vezes que te perdi.

"A Noite Não Acabou" : Tô cansado deste papo furado de que amanhã é um novo dia. Acordado sem ter dormido, abro a janela e tá tudo nublado, benzinho acorda, traz mais uma dose, dose tripla de amor. Vem, vamos logo para a cama, que nossa noite ainda não acabou.

"Comendo Vidro" : A estrada é longa. Tão bom andar. Ontem ali. Hoje acolá. Não é fácil não. É mais que duro. É como comer vidro. E andar no escuro.

"Portos Livres": Navegar em alto mar, eu quero o desafio do mundo. Todos os segundos, novidades no meu radar. Palavras dizem “é doce o perfume do mar”. (o título deste post foi tirado desta música)

"Marcas no Pescoço" : Como vou te esquecer? Seu beijo é mesmo assim. Marcas no pescoço me dizem, que o tempo todo só querias assistir o meu fim.

PS: Ah... descobri que o Guilherme Arantes toca piano em “Odeio-te meu amor” – hahahahahahaha – “Sei lááááááááaáááááááaáááááá” (Cheia de Charme)!

domingo, 16 de maio de 2010

FDS e CORRIDA ARBOS

Estou sem voz, zerada, de tanto tossir! Pra se ter uma idéia, acabei de passar um trote meeeega legal no meu irmão, que caiu direitinho....Ainda bem que aqui eu escrevo... rs!

SINOSITE!
Eu tenho problemas em aceitar que não estou bem de saúde. Aquela parte de “negar a doença” dura um pouco mais para mim!
Bom, depois de uns 10 dias com a dor de cabeça típica, esta semana, cheguei ao último estágio da minha sinosite - expectoração. Um bom sinal, mais uns dias e estou zerada.
Como sou meio louca, mas nem tanto, esta semana dei uma maneirada. Fiz poucos e bons treinos. Fui menos para a água, pedalei no rolo todos os dias (que frioooooo), e saí para a rua só para correr. A sinosite não estava interferindo nos tempos, estava cumprindo o que a planilha pedia.

MUITO ROLO!
Como comentei, fiquei no rolo a semana inteira, pedalando e assistindo aos inspiradores filmes de ciclismo, que eu ADORO. São românticos, o meu predileto é aquele da T Mobile... (estou prometendo a mim mesma um post especial sobre ele, são tantos aspectos a serem comentados. Mas confesso que preciso de um tempo para estudar o assunto, antes de mandar este post.... quem sabe em breve, antes do Tour).
Sábadão, novamente pedal indoor, ao invés de Serra: o frio estava pegando menos, mas eu tinha vários compromissos e, na matemática do tempo (o dia SÓ tem 24hs), teria que começar o pedal às 6hs, sozinha! Solução: rolo!
Porém... eu não queria DVD de ciclismo, eu queria ouvir um som! Coloquei Red Hot, Live at the Slane Castle… e pedalei feliz! Repeti “The Zephyr Song” umas 4 vezes, e aumentei a marcha porque o som tem uma “cadência” mais lenta... e eu tinha que lembrar que estava treinando, né?! “Give it Away” o último gássssssssss; “Californiacation” para desaquecer; “Under the Bridge” para alongar. Perfeito!

CHEGOU A CONTA! TEM QUE PAGAR!
Corrida Arbos, 6km! Corridinha que faço já há três anos, a única em que é possível pegar podium, porque não tem premiação em dinheiro, então, o pelotão Quênia não comparece. Eu estava correndo rumo ao tri (2008 – 5ª categoria / 2009 – 5ª geral), tudo certo, estava bom demais.... eu estava doente mas os tempos estavam ótimos.
Tentei de tudo para não ficar mal antes desta prova, queria muito fazer 100% de força, porque sabia que podia correr melhor do que no ano passado. Mas não deu.
Já no primeiro KM, eu quis parar. Não conseguia respirar, estava entupida, engasgada. Me convenci a ir mais um pouco, depois de alguns minutos de prova, costumo me sentir melhor. Nada... queria parar, voltar andando mesmo – dane-se! Aí, a Claudia me alcançou e perguntou o que estava acontecendo... eu disse que queria parar! Ela não deixou, fui mais um pouco... não me lembro bem, mas acho que reclamei de novo, não sei! Só lembro que ela falou pra mim assoar o nariz, tomar uma água... e continuar. Obedeci e fui até o final!
Já fiz algumas provas sofridas, mas esta estará na lista das piores. Nossa, meu corpo dizia “não” o tempo todo, e eu lá, acreditando na Claudia e arrumando outras mil desculpas para dar o meu máximo, mesmo que não fosse o suficiente.
Bom, entre mortos e feridos, fiquei em 1ª da categoria. Foi bem legal. Pelo menos, valeu o sofrimento.
Ah... valeu cumadre!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Depois , se sair na Internet, coloco uma fotinho do pódio. Neste post, fica a foto do Red Hot, que me embalou por mais de 1h de treino.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

INSCRITA

Fiz hoje minha inscrição para o T.Brasil (olímpico).
Apesar de já estar treinando e considerando este calendário, para mim, a inscrição acaba sendo um marco, um compromisso firmado. Acho que é assim para muita gente, não é? Agora, serão 48 dias de mente mais focada.
A semana foi boa, puxada, mas o final de semana foi tranqüilo, como se fosse o “último respiro”. Sábado fiz um teste de VO2 e domingo só nadei, resultado da comilança do dia das mães + sinosite pegando muito forte.
Porém, o mood já é outro.
Tudo começou no teste, pois saí de lá com uma sensação de “eu posso mais”, sensação de que eu não cheguei ao meu limite (ou era vontade de estender meus limites, acho que foi isto).
Queria voltar e fazer de novo, mas sem grandes preocupações, a sensação era feliz e tranqüila. Acho que os testes são bons para medir e orientar, mas a prova e os treinos dizem mais.
No domingão, a chuva me fez desistir do pedal, voltar para cama e dormir um pouco mais. Acordei “na febre” e fiz um treino de natação muito bom!
A prova do Glau está chegando, ele está animado, buscando informações, acho que isto vai me ajudar nestes próximos dias. Um vai poder ajudar o outro.
Outra coisa que está pegando é o meu trabalho (meu trabalho de verdade – rs). Muitas mudanças, pessoas novas entrando, outras saindo. Estou trabalhando muito, sob pressão mesmo! Porém, estou animada, acho que para mim também é o início de uma nova fase.
Bom, este futuro breve promete muita ação.
Planilha nova = mais foco;
Ah... e tenho que organizar a vida, para facilitar a conciliação trabalho+família+treino+coisas simples da vida (contas em dia, papel higiênico em dia, geladeira com comida sem mofo, título de eleitor em dia, gasolina no carro, etc...);

quarta-feira, 5 de maio de 2010

MARILY

Torci muito pela Marily na maratona.
Abaixo, um link para uma postagem que achei emocionante, do Blog do Harry - Web Run

http://www.webrun.com.br/comunidade/blog/home/id/2/idPost/1366/t/Miremse+exemplo

terça-feira, 4 de maio de 2010

EU SAMBO MESMO!!

Comentários da semana: Maratona de SP. Eis que... desdenharam do meu esporte!
Como eu sou educada, fiquei na minha, mas aí vai minha resposta...

Substitua SAMBAR por NADARPEDALARCORRER e cante comigo....


EU SAMBO MESMO

Há quem sambe muito bem
Há quem sambe por gostar
Há quem sambe por ver os outros sambar.
Mas eu não sambo para copiar ninguém
Eu sambo mesmo com vontade de sambar
Porque no samba eu sinto o corpo remexer
E é só no samba que eu sinto prazer.
Ah... quem não gosta do samba
Não dá valor
Não sabe compreender
Que um samba quente, harmonioso e buliçoso
Mexe com a gente dá vontade de viver
A minoria diz que não gosta mas gosta
E sofre muito quando vê alguém sambar
Faz força, se domina, finge não estar
Tomadinha pelo samba, louca pra sambar.
Eu sambo mesmo!!!
Eu sambo assim!!!
Eu sambo que sambo!!!!
Eu sambo mesmo assim.